quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Obrigado Bragança

A minha jornada por terras brigantinas começou em Setembro de 2015 e "acabou" ontem. Foi uma jornada agridoce. Apesar das inúmeras queixas da minha parte, das imensas horas perdidas em viagens de autocarro e dos vários momentos perdidos por estar "longe", a terra dos "Amigos para Sempre" trouxe-me coisa boas. Trouxe-me a possibilidade de experênciar a vida de estudante no estrangeiro, trouxe (mais) pessoas maravilhosas para a minha vida e deu-me a oportunidade de investir na minha educação com uma licenciatura incrível.

Bragança foi uma aventura. Lembro-me perfeitamente de anos antes ter visitado a cidade e ter dito à minha mãe: "depois desta viagem, nunca mais meto aqui os pés". O destino - e as minhas *cof* ótimas *cof* notas de secundário - encarregou-se de me contrariar e de me levar de volta ao cantinho mais a norte do interior de Portugal. E tudo vai deixar saudade. Os cafézinhos no Taberna, as saídas para o Moda e para o Mercado, o imponente Supinorte, as Praxes, as noites passadas a estudar na ESE, as "rivalidades" entre escolas" e aquelas míticas paragens no shopping ou no Lidl antes de seguirmos viagem de regresso a casa. Bragança vai estar, indubitavelmente, no meu coração para sempre. Quer eu queira, quer não.

Só me resta agradecer por tudo aquilo que lá vivi, aprendi e me fez crescer e avançar para esta nova etapa de cabeça erguida e de sorriso no rosto, afinal de contas vou viver, outra vez, para fora do país. Bons tempos avizinham-se e eu, vou encara-los de frente.




*Fotografia da minha autoria. Não utilizar sem autorização prévia*

Sem comentários:

Enviar um comentário